FANDOM


lveWikiEsboço Esboço
Esta página é considerada um esboço pelo editor. Existem dois motivos para isto:
- Informações podem estar faltando, ou elas não estão confirmadas e com referência ou o último editor não à considerou como tendo informações básicas suficiente.
- Erros de gramática podem ser encontrados, sendo necessário uma revisão.

WikiAviso Todas as informações sobre este planeta são consideradas desatualizadas, uma vez que são da época de lançamento do primeiro jogo, StarCraft II: Wings of Liberty. Com o lançamento das campanhas seguintes (Heart of the Swarm e Legacy of the Void) e do pacote de missões, acontecimentos importantes desenvolveram à história da franquia a ponto de o planeta e suas característica terem sido alterados. A versão da wiki em inglês oferece informações sobre tais acontecimentos para quem esteja interessado nesse primeiro momento.

Das quatro super-transportadoras que transportavam terranos para o setor Koprulu, duas tiveram o pouso forçado num planeta estranho e vibrante chamado Umoja. Uma das naves, a Sarengo, sofreu danos críticos ao seu sistema e foi destruída no pouso, criando um enorme desfiladeiro na terra e matando todos os 8.000 passageiros. A Reagan, entretanto, teve um pouso bem-sucedido. Quando os tripulantes despertaram de seu sono profundo, encontraram-se num mundo estranho: o céu de Umoja tem o tom de laranja-cobre; o ar tem um leve cheiro apimentado e a terra e seus prados férteis eram populadas por diversas formas de vida indígenas.

Os colonizadores de Umoja se espalharam pelo planeta e rapidamente implantaram um sistema de governo justo e democrático, que posteriormente ficou conhecido como o Conselho Gestor de Umoja. Seus princípios de conservação têm contribuído para manter a flora e fauna do planeta intactas. Quando do primeiro contato de Umoja com Tarsonis e Moria, dois outros planetas coloniais terranos já haviam sido desenvolvidos pelas super-transportadoras Naggifar e Argo, proporcionando um período de prosperidade, comércio e boas relações. As relações diplomáticas começaram a ficar mais tênues quando Tarsonis passou a insistir numa união com Umoja e Moria, que não tinham interesse. Isso levou Tarsonis e seus mundos afiliados a formar a Confederação Terrana, um governo corrupto dominado por uma elite conhecida como as Famílias Antigas.

O Conselho Gestor de Umojan logo passou a se preocupar com a influência crescente da Confederação no setor, e dois acontecimentos reforçaram o temor do conselho. O primeiro foi a Guerra das Corporações, um conflito sangrento entre a Confederação e a União Kelmoriana. A guerra terminou com um acordo de paz que favorecia a Confederação, dando-lhe controle de quase todas as empresas mineradoras kelmorianas. Os líderes de Umoja viram o acordo com cautela e pesar, já que garantiu a supremacia da Confederação no setor.

O segundo acontecimento foi o assassinato de Angus Mengsk, senador da Confederação por Korhal IV, que era contra o sistema de governo tirano reinante. Além de ter conexões pessoais com Angus, o Conselho Gestor tinha um pacto secreto de apoio ao senador, que lutava contra a Confederação.

Como consequência da Guerra das Corporações, o Conselho Gestor teve uma reunião de emergência logo depois do acordo de paz da Guerra de Corporações, quando formaram o Protetorado de Umoja, uma entidade política composta por Umoja e pelas colônias independentes da região com o intuito de impedir o avanço da Confederação na região. Como mundo-sede desta nova organização, Umoja segue como lar do Conselho Gestor, que agora conta com membros das colônias aliadas nos seus números e é a instituição que governa todo o Protetorado.

O Protetorado foi abertamente contra várias tentativas da Confederação de penetrar seus territórios, mas nunca houve conflito armado. Isto se deve principalmente ao fato de a Confederação estar lidando com outras ameaças como a guerra civil contra os guerrilheiros de Arcturus Mengsk, que acabou causando a queda do governo corrupto no poder. Quando a Supremacia Terrana ascendeu ao poder depois da queda da Confederação, o Protetorado veio em sua ajuda. O imperador da Supremacia, Arcturus, era bem conhecido em Umoja: seu pai era o então finado Angus Mengsk e seu filho, Valerian, tinha a cidadã Umojan Juliana Pasteur como mãe. Com o tempo, entretanto, as táticas e políticas autoritárias da Supremacia passaram a lembrar aquelas da Confederação, e o Protetorado de Umoja acabou se distanciando cada vez mais do regime opressivo de Arcturus.

O Protetorado tem se oposto ideologicamente à Supremacia desde então, e é porto seguro e refúgio àqueles que se opõem às forças de Arcturus. Ciente disso, a Supremacia vem tentando diminuir a influência de Umoja e seus mundos aliados, principalmente através de um embargo comercial e de tentativas de assassinato de dissidentes da Supremacia que procuravam asilo em território do Protetorado. Sem poder rivalizar o poderio militar da Supremacia, o Conselho Gestor do Protetorado tem realizado operações secretas com o intuito de preservar sua independência. Nos últimos anos, o Protetorado vem dedicando cada vez mais recursos para a pesquisa de novas tecnologias, para o apoio de uma ampla rede de separatistas anti-Supremacia, e para estabelecer uma rede de espiões de elite através do Setor para coletar informações sobre os movimentos do império de Arcturus.

Há um intenso debate entre os membros do Conselho Gestor sobre os próximos passos da Supremacia contra Umoja, e alguns temem uma política rival mais agressiva. Entretanto, seus membros são unânimes em continuar com as atividades subversivas e estão prontos para fazer o que for preciso para preservar a liberdade de Umoja e de outros mundos do Protetorado.

Dados do PlanetaEditar

População: mais de 2 bilhões de terranos

Fidelidade: Protetorado de Umoja

Diâmetro/Gravidade: 8,543 km; 0.92 do padrão

Inclinação Axial/Clima: 15.8 graus; +/- 22º Celsius, umidade moderada

Geografia/Assentamentos: 4 grandes continentes, 3 oceanos, 23 mares interiores/grandes lagos, 5 grande cânions, 18 assentamentos grandes, 103 assentamentos menores, 110 complexos agrários, 41 plataformas orbitais

Lua: 1 – Thunis (azul, pequena, >1,000 km diâmetro)

Terreno Dominante: Planície

Formas de Vida Dominantes: Terranos do Protetorado de Umoja

Formas de Vida Indígena: Skalets, gavião planador (introduzido), squaltéx, besouro mamute, vespa jorben

Importações: Minérios brutos, itens supérfluos, suprimentos médicos, pessoal

Exportações: Gado domesticado, carne de skalet, bens manufaturados, minérios refinados, gás vespeno

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.